Carta Aberta – aos apoiantes e simpatizantes do Grupo de Cidadãos Parque das Nações Por Nós (PNPN)

Caros amigos

Estamos, uma vez mais, num momento importante para o futuro do Parque das Nações. Há quatro anos quando unidos enfrentámos o desafio de erguer a nova freguesia assumimos o compromisso de levar o Desenvolvimento e Progresso ao território que escolhemos para viver.
Um programa ambicioso, participado e mobilizador que motivou fregueses oriundos de diversas geografias políticas e muitos independentes que decidiram colocar a nossa freguesia primeiro”. Todos os que nos acompanharam de perto sabem bem o que foi o choque com a realidade. Por um lado, uma herança que nas últimas décadas vivia da aparência, enquanto as infraestruturas do espaço público estavam degradadas pelo passar dos anos ou até em colapso, por outro as dificuldades financeiras de uma nova Junta de Freguesia que não tinha os mínimos para garantir a sua instalação. Acresce a esta situação o bloqueio sistemático dos nossos opositores a qualquer forma de diálogo que permitisse uma maioria sólida e operacional e ainda a complexidade de gestão de um território repartido pelos poderes de uma Parque Expo em processo de extinção e a Câmara Municipal de Lisboa.

Em nome do Parque das Nações primeiro, trabalhámos numa conjugação de vontades que resultou no acordo de coligação com o Partido Socialista, assinado com o objetivo de resolver os problemas da nossa freguesia e cumprir os compromissos assumidos perante os cidadãos.
Nem todos, na altura, entenderam o alcance da nossa decisão.
Mas hoje, podemos afirmar e ver confirmado no terreno os bons resultados da parceria entre o PNPN e o Partido Socialista. Uma aliança que se traduziu também num compromisso sólido entre a JFPN e a Câmara de Lisboa a favor dos moradores e visitantes do Parque das Nações.

Somos uma freguesia de referência no desenvolvimento de programas sociais. Conseguimos recuperar quase na totalidade os espaços verdes degradados e os passadiços, manter a limpeza e manutenção com níveis de qualidade acima da média, recuperar obras de arte pública que se encontravam ao abandono. Acrescentámos valor com a criação de novos parques infantis, projetos

de mobilidade sustentável, promoção do desporto para todas as idades, desenvolvimento de projetos culturais e criação de serviços de proximidade com uma resposta rápida e eficaz. Mantivemos a Educação e o apoio à família sempre presentes nas nossas prioridades.
Mas sobretudo, mantivemo-nos fiéis aos valores da solidariedade e inclusão social levando a nossa ação a toda a freguesia, de nascente a poente, de norte a sul.

Nunca desistimos da construção da nova escola e da construção da segunda fase da escola do Parque das Nações. Nunca desistimos do novo Centro de Saúde e nunca desistimos da revitalização da zona sul, contra ventos e marés.
As escolas e o centro de saúde são já uma realidade em fase de projeto de concretização. A dinamização da zona sul aguarda o fim do penoso processo de extinção da Parque Expo, que esperamos seja uma realidade em breve.

Em final de mandato, alguns marcos importantes caracterizam a nossa gestão: Instalámos uma junta de freguesia a partir do “zero” assente na modernidade de uma freguesia digital; subimos ao pódio das eco freguesiasa nível nacional como reconhecimento das melhores práticas de sustentabilidade local nas vertentes social, económica e ambiental;

classificamo-nos como freguesia piloto no programa comunitário Autarquia Mais Segura.

Estamos orgulhosos do nosso caminho, mas conscientes do muito que há para fazer.
O projeto para a Freguesia do Parque das Nações exige a conjugação de vontades que nos trouxe até aqui, mas exige também uma energia renovada para concretizar os projetos em curso e acrescentar novas propostas inovadoras.
Por todas as razões apresentadas, o Grupo de Cidadãos Parque das Nações Por Nós vai continuar a fazer parte desse projeto renovado para o Parque das Nações. Uma ambição para fazer do Parque das Nações um território orgulhoso do seu passado, mas capaz de se reinventar construindo o futuro no dia a dia.

Com novos protagonistas, novas ideias, mas fiel aos mesmos valores de integridade, independência, rigor, solidariedade e inclusão, iremos continuar a aliança que estabelecemos com o PS convictos de que é o mais importante para todos nós.
Contamos com o apoio de todos neste novo caminho porque…

… o Parque das Nações está primeiro!

José Moreno